ATENÇÃO: Esta é uma página gerada automaticamente com base na sua pesquisa. Este site não disponibiliza links para downloads ilegais ou piratas.

agencia turismo de aventura

Homem salta de avião a 25 mil pés de altura sem paraquedas; veja o vídeo
Homem salta de avião a 25 mil pés de altura sem paraquedas; veja o vídeo

Homem salta de avião a 25 mil pés de altura sem paraquedas; veja o vídeo

Os fascinados por turismo de aventura vão adorar essa ideia do skydiver americano Luke Aikins, de 42 anos, ele entrou para a história como o primeira pessoa a saltar de um avião a 25 mil pés (mais de 7 mil metros) de altura sem usar paraquedas.

Turismo de aventura: Confira como comprar online o que você precisará

Turismo de aventura: Confira como comprar online o que você precisará

Aventura, futebol, skate, surf ou seja qual for seu esporte favorito, sua paixão não pode ser enganada com falsas promessas, por isso é importante sempre comprar em loja online confiável, fizemos uma lista de sites de compras para você aproveitar todo o conforto da sua casa em sites de compras, afinal de contas, barro e aventura só nas práticas esportivas.

O Ecoturismo exige uma boa preparação antes e iniciar as aventuras, além de ter um bom preparo físico, você vai precisar da roupa certa, um calçado robusto e em alguns casos os equipamentos necessários para encarar a diversão. Entre as atividades relacionadas estão: Rafting, rapel, mountain bike, mergulho autônomo, mergulho de apneia, trekking, arborismo, trilha, exploração de Cavernas, entre outras modalidades. Fora o clima, o tipo de aventura que você for encarar também será um fator importante na hora de escolher qual roupa levar, por exemplo, uma trilha leve pede um calçado resistente e uma roupa confortável, já em um belo passeio romântico na praia necessita de uma roupa de banho estilosa e condizente com a ocasião, nada de levar aquele shorts furado ou aquele bikini velho. Primeiramente entendido como uma atividade ou subproduto do Ecoturismo, o segmento de turismo de aventura, atualmente, possui características e consistência de mercado próprias e, consequentemente, uma nova oportunidade de ofertas e possibilidades devido ao crescimento que vem adquirindo. Vários empreendimentos foram constituídos no país, oferecendo produtos e serviços especializados aos turistas, impulsionados pelas transformações no comportamento do consumidor em direção a estilos de vida mais saudáveis e também a uma sensibilidade aos assuntos ligados à preservação da cultura e da natureza, que se refletem na escolha das atividades de lazer e, assim, na definição dos destinos turísticos. Estima-se que o crescimento do turismo de aventura a partir de 1998 tenha sido de 20% ao ano, de acordo com dados da Organização Mundial do Turismo (OMT) e da Sociedade Internacional de Ecoturismo (TIES). Somente o mercado doméstico de viagens de aventura dos Estados Unidos é estimado em US$ 25 bilhões, como base nos resultados das taxas de participação e gastos médios por viagem. Os impactos econômicos desse segmento não se limitam aos destinos turísticos. Diversos envolvidos, que de modo geral não estão sediados nos núcleos receptores, são diretamente impulsionados: fornecedores de equipamentos, seguradoras, outros produtos e atividades associadas. Diante disso e considerando as especificidades desse segmento, principalmente quanto ao quesito segurança, verificou-se a necessidade de delimitar a sua abrangência em relação a outros tipos de turismo, tanto para basear a formulação e execução de políticas públicas como também subsidiar os interessados quanto as características e questões legais que podem implicar nas relações de mercado. O conceito estabelecido de turismo de aventura fundamenta-se em aspectos que se referem à atividade turística e ao território em relação à motivação do turista, que pressupõem o respeito nas relações institucionais, de mercado, entre os praticantes e com o ambiente. Nesse contexto, define-se que "Turismo de Aventura compreende os movimentos turísticos decorrentes da prática de atividades de aventura de caráter recreativo e não competitivo".