ATENÇÃO: Esta é uma página gerada automaticamente com base na sua pesquisa. Este site não disponibiliza links para downloads ilegais ou piratas.

blog Groenlândia

Groenlândia: A maior ilha do mundo
Groenlândia: A maior ilha do mundo

Groenlândia: A maior ilha do mundo

A maior ilha do mundo tem uma capa de gelo que cobre mais de 80% do seu território, restringindo a atividade humana às costas. Com 2.175.600 km2, a Groenlândia também tem uma grande procura de viagem para a prática de snowboard e esqui, mas o forte mesmo é para acompanhar a vida selvagem e a combinação entre natureza e neve.

Por acaso você sabe de onde estamos falando? A maior ilha do mundo tem uma capa de gelo que cobre mais de 80% do seu território, restringindo a atividade humana às costas. Com 2.175.600 km2 ela também tem uma grande procura de viagem para a prática de snowboard e esqui, mas o forte mesmo é para acompanhar a vida selvagem e a combinação entre natureza e neve. Com relação à culinária da Groenlândia, destaque para seus ingredientes raros e exóticos. A comida tradicional é feita com os ingredientes locais preparados de maneira simples. Legumes e frutas são pouco comuns no cardápio diário, uma vez que, por serem importados, são muito caros. Especiarias não são muito utilizadas e os acompanhamentos são apenas arroz, batata e cebolas. Carne de baleia, carne de rena, carne de foca e aves são muito populares no país. Um prato clássico, uma sopa chamada suaasat, é feita, normalmente, com carne de foca (pode também ser feita com peixe, ave, carne de baleia ou renas). A sopa é rica e nutritiva e leva também arroz, cebolas e batatas. Sal e pimenta fazem o acabamento final. Outra guloseima muito apreciada é o mattak, que é pele de baleia com uma fina camada de gordura, que é normalmente comida crua cortada em pequenos cubos, sempre acompanhada com muitas xícaras de gaffi (café forte). A carne de rena é considerada uma fina iguaria. A cultura popular dos nativos possui características bem peculiares. Gronelandeses acreditam que seus filhos nascem com uma personalidade completa e que são dotados com a sabedoria, instinto de sobrevivência, magia e inteligência de seus antepassados. Portanto, de acordo com esta perspectiva tradicional, punir as crianças por mau comportamento é um insulto aos seus antepassados. A sociedade inuit, até hoje, dá normalmente mais valor aos meninos do que às meninas. As famílias, normalmente, são pequenas (em média dois filhos por casal) e o núcleo familiar é muito importante nas comunidades gronelandesas. Os grupos familiares consideram os recursos como propriedades comunitárias. Por exemplo, os alimentos obtidos através da caça e pesca, geralmente, são divididos igualmente entre os parentes do grupo familiar.