ATENÇÃO: Esta é uma página gerada automaticamente com base na sua pesquisa. Este site não disponibiliza links para downloads ilegais ou piratas.

Priscila Kosaka

Sensor que detecta câncer foi criado por cientista brasileira
Sensor que detecta câncer foi criado por cientista brasileira

Sensor que detecta câncer foi criado por cientista brasileira

Um novo método para a detecção precoce de Aids e de outras doenças, inclusive câncer foi desenvolvido pela equipe da esquisadora brasileira Priscila Kosaka, que é graduada pelo Instituto de Química da Universidade de Brasília.

Um novo método para a detecção precoce de Aids e de outras doenças, inclusive câncer foi desenvolvido pela equipe da esquisadora brasileira Priscila Kosaka, que é graduada pelo Instituto de Química da Universidade de Brasília. A pesquisadora brasileira que trabalha no Instituto de Microelectrónica de Madrid (Espanha) está afrente de uma equipe de pesquisadores que desenvolveram esse novo sensor que ainda se encontra em fase avaliação por laboratórios da Europa e dos EUA. O projeto começou a mais de 7 anos na busca por marcadores em sangue, mas com concentrações muito baixas, onde o objetivo inicial era encontrar proteínas que indicassem o início do tumor, com esse trabalho também é possível a detecção de outras doenças, como por exemplo o HIV. “Atualmente não existe nenhuma técnica que permita a detecção de moléculas que estão em concentrações muito baixas e que coexistam com mais de 10 mil espécies de proteínas numa única bioamostra”, afirma. Com esse sensor será possível detectar o câncer muito antes do que os exames disponíveis atualmente, o que ajudaria no tratamento da doença.