Entenda como contratar o melhor seguro viagem

Entenda como contratar o melhor seguro viagem

Na última década, o brasileiro tomou gosto pelas viagens internacionais. Durante anos, com a economia estável a e o dólar em baixa, destinos como as capitais do Nordeste, praias do Sul do país ou do Rio de Janeiro foram substituídos por passeios à Europa, Caribe e, principalmente, aos Estados Unidos.

Mas você saberia dizer que tipo de cobertura é a mais adequada para cada viagem? Ou você contrata sempre a mesma apólice, com as mesmas proteções? Você costuma conversar com o seu corretor ou agente de viagens, detalhando o que vai fazer nas próximas férias ou na sua próxima reunião internacional?

Se você ainda não criou essa rotina antes de embarcar, pode ter certeza de que é necessário! Estar bem protegido contra os problemas com sua bagagem, horário dos voos, custos e principalmente despesas médicas torna sua viagem muito mais tranquila e sem sustos.

Muitos viajantes pensam que as coberturas padrão que encontram no mercado já são suficientes – e em muitos casos são mesmo. Até mesmo os seguros mais simples podem atender seu tipo de viagem. Porém, nenhum detalhe deve ser deixado de lado. O ideal é listar todas as características de seu passeio: se terá acompanhantes, a idade das pessoas, se o objetivo é o lazer, se haverá prática de algum esporte, se a viagem é a trabalho, se é curta, se é extensa… Todas essas informações são importantíssimas para determinar quais coberturas devem ser contratadas e evitar imprevistos, inclusive financeiros.

É importante você saber que o custo de internação fora do país é elevado e o mais caro é justamente nos Estados Unidos, um dos destinos mais procurados pelos brasileiros. Por exemplo: uma internação por problemas cardíacos de 7 dias pode custar entre USD 200.000 e USD 250.000. Já uma internação por apendicite pode ter um custo que vai de USD 15.000 a USD 60.000. Na Europa os valores são menores, mas nem um pouco suaves. Para a mesma patologia, a conta pode ficar entre €70.000 e €90.000. Em caso de internação por apendicite, o valor médio é de €18.000. Uma semana de UTI em Miami, contabilizando apenas os custos hospitalares (profissionais e procedimentos são cobrados à parte) sai na faixa de USD 100.000 a USD 150.000.

E o que dizem os especialistas?

seguro viagem

seguro viagem

Segundo Raphael Swierczynski, CEO da QBE Brasil Seguros, “é importante levar sempre em conta o tipo de viagem e as atividades que se pretende fazer antes de contratar um seguro, inclusive para quem já possui algum plano de saúde ou assistências nos cartões de crédito. Ele precisa se adequar perfeitamente a cada viagem e à cada pessoa. É recomendado conversar com um corretor ou agente de viagens, para que se identifiquem as proteções mais adequadas para cada destino. Vale ressaltar também os limites de abrangência geográfica e as exclusões previstas contratualmente, para que ninguém seja pego de surpresa.”

A QBE é a maior Seguradora de Viagem do Brasil, com aproximadamente 50% do market share e com cerca de 1 milhão de passageiros protegidos por ano. Seu seguro pode ser contratado através dos principais players do mercado como: April, Vital Card, Intermac, FlyCard, TouristCard, entre outros.

Deixe seu comentário:

+ Turismo

Esta é uma igreja que não para de crescer, literalmente
Esta é uma igreja que não para de crescer, literalmente
Merengue é um ritmo original da República Dominicana
Merengue é um ritmo original da República Dominicana
Cuidado! Conheça os destinos mais perigosos do mundo
Cuidado! Conheça os destinos mais perigosos do mundo
10 melhores fotos do Brasil em 2016
10 melhores fotos do Brasil em 2016

Tags:, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,