O que fazer em Cancún?

O que fazer em Cancún?
safainla.us / Wikimedia

Pontos turísticos incríveis, lugares paradisíacos, certamente você irá adorar e tirar ótimas fotos de Cancún.

Parque Ecológico Kabah

Este parque urbano foi criado para proteger as espécies endêmicas de Cancun, dar-lhes uma casa, e preservar uma grande área verde, como uma área protegida para esta finalidade. Declarada como uma área protegida sob a categoria de parque urbano em 10 de Novembro de 1995. Uma das principais atrações deste destino para turistas e moradores do bairro, porque em seus 39 parques você pode ver algumas plantas silvestres e espécies animais, algumas ameaçadas de extinção. Está localizado a sudoeste da cidade e é delimitada a norte pela Avenida du Bois, no sul e no leste Avenida Nichupté.

Para promover e reforçar a sensibilização dos recursos naturais, oferecem visitas guiadas, atividades ecológicas e oficinas de cada uma, adaptadas ao nível de ensino. O parque tem várias atrações, está na casa Maya, primeira construída em Cancun, onde ficaram os promotores do projeto e desenvolvedores de Cancun. Esta casa foi convertida em um museu hoje em dia. Outras atrações são o campo de chicle, dos maias solar e berçário. Ao longo das trilhas que você pode ver as várias espécies de mamíferos, répteis e aves, entre as quais quatis (Narica nasua), crocodilos e macaco-aranha. O parque também tem áreas de lazer e recreio, cercada por vegetação e tranquilidade no meio da baixa de Cancun. Muitos cidadãos usam o parque para ir de bicicleta, ou simplesmente para fugir da vida da cidade por um tempo, admirando a flora e fauna.

Parque Nacional Costa Ocidental de Isla Mujeres, Punta Cancún e Punta Nizuc

Parte da barreira de recife chamada “Gran Arrecife Maya” também conhecido como o grande recife maia e pertence à Barreira de Corais do sistema Mesoamérica é considerada a segunda maior barreira de corais do mundo. O parque marinho é dividido em três estados, cada um está fora do mesmo nome descrito no parque. A ponta do recife formação polígono Nizuc estende para sul, até a contiguidade do Parque Nacional de Puerto Morelos recife. Daily tours são organizados em várias marinas para exploração submarina. Dos três locais que a compõem, dois estão localizados na zona costeira de Cancun

Polígono 2, Punta Cancún
O segundo polígono se encontra no coração comercial da zona hoteleira cujo nome é precisamente Punta Cancún, ao norte é possível acessar por “playa caracol” e ao oriente por “playa Chac-Mool” e “playa gaviota azul”.

É neste polígono onde são as ilhotas cujo uso é exclusivamente para a investigação científica na zona litorânea do local predominante de atividades na praia e à utilização de embarcações não-motorizados, como caiaque, e windsurf. As actividades mais importantes deste polígono são mergulho e snorkeling, para isso você deverá entrar em barcos a motor de iate clubes localizados na Nichupte e lagoas Bojorquez através do canal e canal Nichupté Siegfried, ou mesmo das praias da zona hoteleira. Os melhores áreas de recifes conhecidos são Cuevones, bandeira, barbados, chital, no lado norte da ponta, e no lado oeste do tem la zapatera, brincos, rejollada, soraya, san Toribio, pozos azules, barracas, el aristos, la pérdida, cristal, pared de Sara, longas e longas e curtas.

A Marinha do México tem doado e afundado para formar recifes artificiais do navio artilheiro. “Juan de la Barrera C-55” em 25 de outubro de 2000, e o barco “Anaya C-58” em 28 de maio de 2000. Em setembro de 2004, o Furação Iván que cruzou pelo canal de Yucatán mais cerca da ilha de Cuba que na península, teve tanta força de afetação que barco Anaya foi partido pela metade.

Polígono 3, Punta Nizuc
Localizado na parte sul da zona do hotel em Punta Nizuc, acesso a terra é difícil, pelo que as actividades de praia e esporte não-motorizados são oferecidos somente pelos prestadores de serviços localizados em hotéis na mesma área.

Não obstante as barreiras de recifes na região são os mais visitados em Cancun, a forma mais popular de acesso é através da utilização de embarcações motorizadas de um ou dois lugares, a partir do iate clubes localizados na lagoa Nichupte passagem manguezais (” excursão da selva”) e para o mar através do canal Nizuc, snorkeling. O mergulho também é feito no ponto conhecido como “o float dos tolos”. Este parque é o local mais próximo do Aeroporto Internacional de Cancun, está localizado a apenas 10 km rodovia 307 travessia.

Zona Arqueológica El Meco

A porção explorada do sitio agora inclui essencialmente um quadrado de papel político e cerimonial claro, e uma série de palácios e as estruturas administrativas distribuídos no ambiente. Na praça, notável por sua altura e estrutura monumental que, tradicionalmente conhecido como o castelo, uma cave quadrangular e quatro corpos, encimado por uma entrada do templo tripartite, que mostra o típico estilo de produção East Coast. As escavações de Peter Schmidt, primeiro, e Leira Luis mais tarde revelou a existência de uma estrutura composta de uma base inferior no topo da qual manteve uma arquitetura de acesso único templo e mais modesto. A operação realizada entre 1997 e 1998 por Leira, permitiu expor uma boa parte da porção posterior do subsolo, bem como a excelente preservação de gesso estuque ainda cobre você.

Yamil Lu’um

Zona arqueológica maya, se localiza no km 12 do bulevar Kukulcán. É possível acessar pela praia, através de um hotel, a uma costa do templo principal. Foi tema de polêmica devido aos trabalhos de construções que se realiza uma rede hoteleira em seus arredores.[4] O monumento principal se conhece como Templo del Alacrán, e dado este nome porque os restos de uma estrutura de aranha, que foi encontrado em uma das paredes do templo, que fica sobre uma base de paredes verticais com uma escada de quatro etapas delimitadas por duas balaustradas em forma de L; em cima da plataforma foi construído um templo que está na base da câmara única, cujo interior é acessível através de três aberturas formadas por duas colunas. O telhado que cobria apartamento era composto por uma arquitrave de madeira e um conjunto de andirons colocados próximos uns dos outros, as paredes são ligeiramente inclinada para o exterior, o friso é limitada entre duas cornijas e coroa inclinado. O edifício foi rebocado e pintado, mas, presentemente, não é mantido qualquer vestígio. A localização o coloca no período cronológico pós-clássico tardío (1200-1550)

El Mirador

Esta também é conhecida a Praia Delfines. Como o próprio nome indica, é uma das vistas mais importantes e espetaculares do Mar do Caribe em Cancun. De dia e de noite, é um encontro cancunenses freqüente. No lado leste, olhando para o oceano, e oeste, uma visão geral da lagoa Nichupte e parte do Rei arqueológico.

Zona Arqueológica El Rey

Localizado no km 18 zona hoteleira, é o sítio arqueológico mais notável da área da ilha de Cancún. A porção explorada, o que inclui quarenta e sete estruturas, correspondendo a uma área religiosa e administrativa em que certamente realizou importantes cerimónias e viveram os personagens de maior status na vida política da região. Em algumas das estruturas palacianas que podem ser visitadas hoje, preservados os fragmentos de pinturas murais aludindo aos deuses e elementos iconográficos relacionados com a vida religiosa do norte do pós-classico maya de Quintana Roo.

O nome original do local é desconhecido, e só muito recentemente foi batizado de “El rey”, porque o local foi descoberto na parte superior de uma escultura representando um rosto humano decorado com um cocar elaborados, que certamente retrata um personagem de alto escalão. Hoje, a cabeça do rei é abrigada e exposta no Museu Arqueológico de Cancun.

Deixe seu comentário:

Cancún tem pontos de interesse para todos os gostos

Podemos começar com uma curiosidade acerca do nome... Na verdade, são duas versões da origem do nome 'Cancun'. Os Maias que são donos da versão mais velha e melhor aceita, diz que é "ninho de serpentes", já a segunda versão é que significa "lugar da serpente dourada", devido a ilha de Cancun ter uma forma de "7" e no amanhecer aparenta uma forma de serpente dourada pelo reflexo do sol. Bom, há quem diga que serpente é o síbolo da inteligência então eu vou pra lá ser mais inteligente e dourada em praias paradisíacas, né... (kkkkk) Uma boa ideia!

lá tem o Parque Ecológico Kabah, Parque Nacional Costa Ocidental de Isla Mujeres, Punta Cancún, Punta Nizuc, Zona Arqueológica El Meco, Zona Arqueológica Yamil Lu'um, Zona Arqueológica El Rey e El Mirador ou Praia Delfines. Todos um pedacinho do paraíso, serio!

O principal destino do México, Cancun tornou-se famosíssimo pelas suas lindíssimas praias e combinação de cores "calientes" diria. Cancun ou Cancún, são cariações do nome deste município divino! Cidade costeira do estado de Quintana Roo/México (península que se tornou o grande centro turístico, dos mais importantes do México na minha opinião). O bacana é que apesar da civilização e turismo foram preservadas as belezas naturais e a cultura ancestral bastante notada nas cidades Maias, como Tulum, Uxmal ou Chichén Itzá, que foram fundadas no período pré-colombiano.

A temperatura por lá também é nas alturas, como a visitação, média anual é de 27 graus, alcançando 40 no alto verão. Não é que da até pra pegar uma corzinha mais atraente, viajantes?! O poit da cidade está entre a laguna Nichupté e o mar, na verdade, boa parte da vida turística está ali. Sua recente criação e desenvolvimento tem provocado uma mescla de habitantes, inclusive de outros países. São numerosas as ofertas de trabalho turismo de Cancún. Uma outra curiosidade é que por conta de onde se encontra, ali.. a região mesmo, é identificada muito com o folclore, gastronomia e costumes do vizinho estado de Yucatán e a cultura do povos Mayas.

Os turistas também encontram por lá o Hard Rock Cafe e o centro de compras La Isla Shopping Village, onde tem um aquário que é permitido nadar com golfinhos. Ai que tudo! Opções um pouco menos concorridas estão no centro de Cancún, com ampla infra-estrutura para atender o constante fluxo de visitantes, do outro lado da laguna, incluindo barulhentos estudantes americanos. Restaurantes, baladas, boates e bares estão por todo o canto, bem como centros comerciais e bancos. Há mais alternativas um pouco mais calmas são encontradas ao longo da costa da península de Yucatán.

VOcê tem que visitar as ruínas maias de Chichén Itzá, reserve um dia inteirinho para conhecer o parque Xcaret, fazer o Jungle Tour pela laguna Nichupte, mergulhar nos excelente recifes de coral da região de Cozumel e claro, explorar outras ruínas em Cobá... sem deixar de fazer o clássico mergulho com golfinhos.

Uma coisa bacana de saber: a língua é o espanhol, a moeda é o Peso e não é necessário visto e a melhor época para visitar é de fevereiro a maio (fora da temporada de chuvas e furacões que segue de junho a novembro).

É isso, viajantes! Um beijo e até a próxima viagem...

Bianca Ludymila

Bianca Ludymila

Descobridora do mundo, escritora da vida.

Veja mais publicações de Bianca Ludymila

+ Turismo

Esta é uma igreja que não para de crescer, literalmente
Esta é uma igreja que não para de crescer, literalmente
Merengue é um ritmo original da República Dominicana
Merengue é um ritmo original da República Dominicana
Cuidado! Conheça os destinos mais perigosos do mundo
Cuidado! Conheça os destinos mais perigosos do mundo
10 melhores fotos do Brasil em 2016
10 melhores fotos do Brasil em 2016

Tags:, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,